Um dos objectivos essenciais da educação de hoje é aprender a aprender e, pela vida fora, essa aprendizagem faz-se cada vez mais pela informação “online”. As tecnologias da informação são as ferramentas por excelência para os trabalhadores do conhecimento. Quando devidamente utilizadas aumentam a produtividade individual, facilitam o trabalho cooperativo e em grupo, potenciam todas as restantes competências.
Há muito que o software deixou de ser um mero suporte para passar a ser um meio de armazenamento, transferência e execução de conhecimento. É importante saber utilizar as tecnologias de informação para aceder e disseminar informação, mas é mais importante ainda saber utilizar as tecnologias para transformar informação em conhecimento. As competências de programação de diversos sistemas e pacotes de software são fundamentais para permitir a sua extensão e aplicação aos diferentes domínios de aplicação. Muita da inovação passa actualmente por esta capacidade de utilizar as tecnologias de informação de uma forma produtiva, desmaterializando ou criando novos produtos e serviços.
Os nossos alunos devem sair da universidade com esta competência essencial, construída através da aprendizagem específica mas também como elemento essencial do processo de ensino/aprendizagem de cada disciplina.

Recomendamos a frequência obrigatória de um número mínimo de unidades de crédito (5 a 7,5 ECTS) na aprendizagem formal de tecnologias de informação a todos os alunos da UMa independentemente da sua experiência ao nível do ensino secundário.