Aquilo que é conhecido genericamente pelo Processo de Bolonha corresponde a um conjunto de iniciativas e declarações de intenções consubstanciadas numa série de cimeiras internacionais que tiverem início em Maio de 1998. Os ministros com a tutela da Educação Superior de França, Itália, Reino Unido e Alemanha assinaram a Declaração de Sorbonne em Paris com o objectivo de harmonizar a arquitectura do sistema Europeu de Educação Superior. A declaração de Sorbonne visava a convergência progressiva do sistema de graus e ciclos de ensino superior pré (”bachelor”) e pós graduado (”master” e “doctor”), facilitando e removendo os obstáculos à mobilidade de estudantes e professores e ao reconhecimento transnacional de qualificações académicas.