Para que fique claro, o DCE, através da sua comissão científica, não fez nenhuma proposta, tendo-se limitado a contribuir para a discussão, levantando dúvidas e perplexidades sobre a única que está em cima da mesa.

E é bom que percebamos até que ponto é divisionista a estratégia de quem decidiu ignorar a capacidade de reflexão e criatividade internas e procurou, fora da UMa, não apenas inspiração, mas um pensamento já feito e “pronto a servir”, para ser a base de um plano de reestruturação que deve ser pensado de dentro, ainda que com conhecimento da pluralidade de perspectivas existentes no exterior.

É inútil, portanto, a insistência de que há outras propostas em cima da mesa. O que há é estupefacção de alguns perante a menoridade que a UMa se está a atribuir a si mesma, ao vingar no seu interior a solução plebiscitária de um pensamento alheio, que desconhece a realidade específica da UMa e o seu contexto geográfico, social e cultural.

Carlos Nogueira Fino


No Responses to “Dúvidas e perplexidades não são propostas”  

  1. No Comments

Leave a Reply

You must log in to post a comment.